Prótese inflável peniana

Indicado para Moléstia de Peyronie ou Plástica

Placas fibróticas calcificadas ou não podem surgir ao longo da túnica que recobre os corpos cavernosos, fazendo com que durante a ereção, um dos corpos, aquele atingido, não tenha a mesma elasticidade que do outro lado, ocorrendo então uma curvatura peniana tendendo para o lado mais curto, e acompanhado de dor. Quando atingem os dois corpos cavernosos, simultaneamente, observamos a curvatura para cima ou para baixo, dependendo da localização da placa. é uma doença que pode piorar com o tempo, aumentando o tamanho da placa, ocasionando grandes desvios, chegando em alguns casos até a uma angulação de 90º. Por outro lado, pode estacionar ou até regredir.

Não se conhece bem as causas desta doença, mas é relacionada com uma lesão de repetição como, por exemplo, a causada pelo atrito forte e constante do pênis com o osso púbico da mulher ou em outro ponto de atrito, onde num local da túnica que recobre o corpo cavernoso existe uma área geneticamente predisposta a reacionar de forma mais contundente, inflamando e fibrosando, criando esta zona inelástica. Pode dependendo de sua gravidade chegar a impedir a penetração, pois a angulação é tamanha que não existe posição para a relação sexual e pior ainda se vier acompanhada de dor local. O tratamento consiste em medicação antiinflamatória por via oral, vitaminas antioxidantes, injeções na placa de agentes antiinflamatórios e descalcificantes, toxinas derivadas de Clostridium, e em casos mais graves, a cirurgia de excisão das placas ou a retificação do eixo peniano com o pregueamento do corpo cavernoso contralateral, ou a incisão da placa com sutura de enxerto biológico, ou a retificação peniana com inserção de próteses penianas siliconadas.

AGENDE SUA CONSULTA

Para consultas particulares: 11 3053-6960 ou 11 96318-5920

Por email: